segunda-feira, 24 de novembro de 2008

"Um moço. Um moço de óculos. Um moço de óculos e de olhos vivos. Um moço de óculos, olhos vivos e sorriso largo. Mas não qualquer moço. Ele é o Moço dos Acordes."









"Precisou apenas de um sábado. Ele estava sentado no sofá quando ela chegou; estava acompanhado (e bem acompanhado ^^); conversando. Apresentações formais: "Oi, prazer!". Mas depois de algum tempo, a timidez deu lugar a risos e conversas espontâneas. Em pouco tempo a sensação de bem-estar a acometeu de tal maneira, que ela percebeu imediatamente que aquele não era um mero rapaz. "Especial", foi o adjetivo que ela o atribuiu de imediato.


Já tinha escutado sobre o moço antes. O "pedacinho de mim" (como ela chama o tesouro dela) já havia lhe falado de como ele era terno, carinhoso e agradável. Mas ainda não tinha tido nenhum contato com ele.

Mas naquele dia pode realmente ver que era tudo aquilo e mais uma caneca cheia. Observador, cativante, crítico...ENIGMÁTICO! Sim, como ela. Enigmáticos. Mas prestou mais atenção nos olhos vivos do moço. Então ela se encantou: ela lia as notas! Ela lia todas as notas do olhar dele!


Então veio as conversas. Primeiro orkut; msn logo depois. Durante a semana, perguntaram, disseram, riram uns para os outros. Ela descobriu o blog dele. Então teve certeza que ele era o MOÇO dos ACORDES. As entrelinhas do seu pensar estavam ali. A intensidade delas era notável e legível aos olhos dela.


Então chegou o próximo fim de semana. Ele não tinha certeza se ia; ela insistiu pra que fosse. então quando estava no MAM, ela foi supreendida: o rapaz dos olhos vivos estava lá com aquele brilhante sorriso. Abraço apertado; meio desconcertado. De lá ganharam a noite. Amigos, sorrisos, pulos, arrochadas (prefiro não comentar, rsrs), notas! E parecia que se conheciam há séculos...SINTONIA!


No dia seguinte, a calmaria de um pôr-do-sol no Humaitá com os amigos. Ela estava feliz revigorada. Fez descobertas sobre "aquele par de olhos" que tanto a fazia bem. Foi quando viu o MOÇO dos ACORDES.

E mais uma vez a compainha dele a fez bem!"




Daniel...As palavras que você lê aqui são intensamente sinceras e espontâneas. Nada programado. Tudo foi escrito com emoção, com notas e acordes! Você diz que sei de coisas, mas ainda há tanto para eu saber... =]

Costumo ser fechada e simplória com pessoas recém-conhecidas, mas com tu foi diferente =].

Você cativou meu carisma, minha atenção...você leu os meus olhos. E são poucos que conseguem decifrá-los, perceber o que eles mostram atrás dessa armação dos óculos.

Que daqui pra frente isso se multiplique. E que, se algum dia, algum de nós desafinar, que um tenha paciência com outro de achar a nota certa!


Beijos, cheiros e abraços apertados!

2 Por aqui, um pouco mais de "etc.":

Daniel Abreu disse...

=)

Você toca a mesma música que eu.
Obrigado por tudo.

Beijão!

' Montreal. disse...

ele é..
DANadão!
sou fã dele!

*-*