sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

E no mais, continuo a pulsar, inspirar, sentir, tocar...
E não estou preocupada se sou reprimida, expansiva, egocêntrica ou egoísta demais.

Resolvi exercitar aquilo que alguns chamam de "Amor-próprio", mas que eu prefiro chamar de mecanismo de defesa automático.
A necessidade de afastar essa densa e pesada nuvem que está acima das minhas costas. Acho que foi esse o botão que ativou o meu mecanismo.

Estou mergulhando tão profundamente dentro de mim. Resgatando coisas, descartando coisas, adotando coisas! Fazendo mudanças. E como toda mudança causa bagunça, estou me organizando também.




"Sente; seja; sinta; VIVA!" [Ele vira e mexe acerta, né Badengarden?]




Pulem e ousem! Não é loucura; é necessidade para se viver sem enlouquecer! =D

2 Por aqui, um pouco mais de "etc.":

Vanessa M. disse...

Há dias tou querendo chegar aqui, aqui pertinho de mim, me organizar, mas ando distante. Aproveite esse tempo consigo.
E nessa situação, eu também chamo de mecanismo de defesa. É tudo que se pode fazer agora...

=*

' Montreal. disse...

emocionado! *-*
haha

fixe na maçaneta, puxe ou empurre, não desvie os olhos por tanto tempo.
não deixe na mão do 'vento'!

=**