quinta-feira, 9 de julho de 2009

Desabafos sem afagos...


Nem sono, fome, culpa e nem dor.

Nem ciúmes, premência, apego e pressões; expectativas, juras, arrecadações, recebimentos; sem vergonha — e sensível. Nem medo e nem controle, nenhum ódio e muito menos, juízo. Sentindo-me íntima do incerto, do instável, do insólito...
Buscando a essência de cada coisa nela mesma. Compreendendo as razões também daqueles que não conseguem me compreender. Podendo até ser julgada por minhas atitudes desprendidas e por meu comportamento fora de padrão...
Aspirando, espiando e suspirando. Devagarzinho. Olhando. De novo. Mais um pouquinho. Reviro o olho e viro pro lado. Nada que me prenda.

Nem e sem. Solta, voando, plainando, pousando. Ora menina arteira, ora mulher vivida. Alto e baixo; montanha russa. A sensação de que falta algo e ao mesmo tempo de estar completa. Não me leia nesses dias turbulentos. Nem eu mesma arrisco-me a tentar. Não amor, não mordo. Mas também não afago, não sussurro, não abraço.
Só respondo. E quando respondo.
Não ligue, honey, estou bem. É só fase; TPM creio. Ou não. Mas vai passar, vai voltar e vai passar...e assim vai. Indo e vindo.

Por que tudo isso?
Porque tenho um coração e uma vontade de "nem sei" do tamanho do mundo. Exagero, talvez. Mas acontece que não caibo em mim. E isso futuca, incomoda, muda, fica igual. E conter isso tudo aqui dentro, seria burrice. Por isso expando, recolho-me e calo. Calo porque não sei o que dizer. Na verdade nunca sei. E ainda esse medo de perder, de deixar...

E não me abrace honey! Hoje eu não afago, não sussurro, não abraço. Só penso, só divago...Só afasto.

2 Por aqui, um pouco mais de "etc.":

Luna Sanchez disse...

Nana,

Meu irmão diz que não resiste a uma mulher injuriada. Acha charmoso. Guri esperto, aquele.

Entendi que a vontade é só de dizer, jogar as palavras ao vento, sem buscar compreensão, talvez nem audiência. Apenas lançá-las, livrar-se delas.

Como tu disse, passa. E volta. E passa.

ℓυηα

airlon disse...

'Aspirando, espiando e suspirando.' Acrescente-se a isso 'ouvindo!'; prazer lhe receber lá no meu canto moça, volte sempre que eu também estarei por aqui. Bjo meu, saudações musicais...

APS