terça-feira, 21 de abril de 2009

E se sujeitos, verbos e predicados, alinhados em perfeita sintonia, lançados em alto e bom tom para qualquer um ouvir, não surtirem efeito/impacto ou aparentar que não possuem o menor sentido e forem tudo um absurdo...

Melhor manter-se em silêncio (ou não)...

Cada um sabe a necessidade de exteriozar aquilo que, aí dentro, já não pode caber mais. E se realmente não existir forma de abafar as palavras...


Então, digo-lhe que GRITE!

3 Por aqui, um pouco mais de "etc.":

Darlan Machado disse...

Ou escreva (e esconda)
ou assovie (e resguarde)
ou...
ou...

Lily disse...

Eu até sou a favor do grito, mas sou completamente contra à gritos incovenientes! Acho que a gente tem que saber qndo e pra qm gritar!

Beijos

Baaah disse...

Gritar..
Tá aí gostei da forma como vc escreveu sobre 'o expressar'.
Mas concordo com a moça aqui de cima.
Acredito que o grito deve ser verdadeiro,vir d ednetro,ser expontaneo.
Pois gritos inconvenientes tem sempre algo de falho na sua 'razão'.

=**