terça-feira, 7 de abril de 2009



"Terrorismo s.m. 1. Conjunto de atos de violência cometidos por grupos políticos para combater o poder estabelecido. 2. Modo de coação, de domínio ou de governo que emprega o terror e a violência."



Encasquetei. Há dias estou lendo coisas sobre terrorismo. Mas não esse definido aqui em cima, ou o do ataque de 11 de setembro, ou o que se é comum em alguns países do Oriente Médio...
Me refiro ao terrorismo psicológico.

O terrorismo físico pode lhe tirar um braço, um perna, deformá-lo, pode ter mil e uma conseqüências e perdas e por mais duras que sejam podem ser em alguns casos recuperadas ou adaptadas. Mas o psicológico, é perpétuo se alcançar o seu alvo.
O dano causado a mente, na maioria das vezes, não pode ser revertido. O seu poder de alcance e destruição é tão potente, que nem o mais forte, o mais bem preparado dos homens pode escapar de uma arma tão potente quanto esta. Sua munição? As palavras.

É claro que há outros modos de provocar o terror psicológico, mas o mais eficaz (e mais utilizado) é por meio das palavras. As palavras têm um peso enorme e quando bem usadas podem detonar um governo, um líder, um relacionamento, uma pessoa; suas convicções. Pode se esbarrar na resistência de alguns, mas por mais duro que o homem seja, sua mente é vulnerável.

Seu maior aliado? O medo!

O medo passa a impedir essa pessoa de retomar a sua vida e essa passa a ser a sua real deficiência. Quando bem feito, o ataque à mente pode ser fatal, a tortura psicológica é uma arte na qual poucas pessoas podem dizer que são mestres.

Todos nós já cometemos ou continuamos cometendo esse tipo de terrorismo. E a maioria comete inconscientemente. Tentar sobrepor sua vontade, tentar convencer seu amigo que sua opinião é mais sensata; tentar convencer que seu astro predileto tem mais razões de ser predileto que o astro do outro; tentar convencer que seu time é o melhor; tentar impor sua vontade; tentar convencer que é azul enquanto o outro enxerga vermelho...

Somos todos "terrotistas" em potencial. Mesmo sem intenção, mesmo sem querer. E vez ou outra, somos o nosso próprio alvo.

Quem está sendo sua vítima ultimamente?

Liberte-a....

LIBERTE-SE!

5 Por aqui, um pouco mais de "etc.":

manzas disse...

Num traço de avião, desvendo o teu rosto,
Rosto de nuvem em céu azul, luz do infinito…
Infinito desfasamento de Poalhas em fundo fosco,
Fosco cálice vazio que cala a voz de um grito!

Grito queimado nas cinzas de um cinzeiro,
Cinzeiro apagado de um quarto de hotel perdido…
Perdido por um ardente amor, enamorado por inteiro!
Inteiro o calor de um corço que arde consumido.

Que nesta Páscoa receba muitas bênçãos,
Que esta passagem lhe traga
Muito amor, saúde, paz e esperança…
Por ser uma pessoa especial,
Lhe desejo…

Uma FELIZ PÁSCOA!
Bem-haja!

O eterno abraço…

-MANZAS-

Flor Baez disse...

O medo, acaba se tornando o maior aliado do homem. É através desse sentimento inóspito que alguns poucos homens de poder conseguem manipular os outros...

R. disse...

Aqui no trabalho tem uma série de pessoas com a corda no pescoço. Ai, a crise. Alguns levam numa boa, se preparam pra alguma eventualidade e etc. Alguns outros andam surtados. Uma disputa impossível, sabotam os outros, fazem absurdos. No medo as pessoas mostram o rosto, sabe? É quando os ratos pulam do navio.

Bjs

manzas disse...

Desperto encostado á escura noite
Na velha e dura calçada do relento…
Na cama onde a chuva é açoite,
Agasalho-me com lençóis feitos de vento!

Grato sempre pela
Bem-vinda visita
E comentário!
Uma boa semana,
No abrigo da paz
E do amor!

O eterno abraço…

-MANZAS-

Lily disse...

Putz, isso é horrível! Tudo o q mexe com o psicológico é mil vezes mais perigoso e irreversível do que o que mexe apenas com o físico!
Só com mta terapia (e msm assim, nem sempre resolve) pra ajudar a superar...

Bjks