terça-feira, 6 de outubro de 2009

Escape...


Quando o segundo virar um século; quando o sol entristecer e o dia ficar nublado; quando todas as suas ideias esgotarem e a de terceiros não couberem em você.
Quando falar é em vão e o silêncio é constrangedor.
Quando o imprescindível se tornar descartável e o fulgaz se tornar o eterno...

Não pense que chegou ao fim da trilha.
Oxigene-se, observe, ouça!
Respire fundo e olhe ao seu redor quantas vezes for preciso.
Sempre há algo que passou despercebido ou que foi ignorado pelos nossos olhos.
Abra-os!

Porque nem sempre andar com os olhos vendados na corda bamba será o melhor espetáculo.

6 Por aqui, um pouco mais de "etc.":

Luna Sanchez disse...

♪ " O nosso amor
a gente inventa
pra se distrair" ♫

Refazer os caminhos com uma velocidade diferente nos passos, pode ser uma boa opção, sim, moça.

Beijos de terça.

ℓυηα

airlon disse...

quando minhas idéias esgotam eu simplesmente entroem pânico! Doses de música e álcool depois, as coisas vão se acertando... bjo, saudações musicais!

APS

Vanny Araújo disse...

Estou precisando arregalar meus olhos.
Quem sabe assim, né?
Quem sabe assim...

Vanessa M. disse...

Seguirei o conselho. Abrirei mais os olhos e ficarei mais atenta ao que está ao meu redor.

Como ando disciplicente...

Cristal - a louca. disse...

Honney, seus posts são óootemos, saca que eu aqui ouvindo new age, dando uma olhada nas novidades e esse post casou perfeitamente com o momento, saca?

Beijundas

R. disse...

Ó. Em dias nublados, de idéias esgotadas e cordas bambas e trêmulas eu tomo cerveja, minha felicidade engarrafada. Whisky é pros pouco sociáveis. E, sabe, é menos bonito e menos filosófico, mas funciona! :P

Beijos!