terça-feira, 18 de agosto de 2009

Ser de gêmeos à flor da pele

Indecisa. Essa pode ser a primeira palavra que me viria a mente para definí-la. Não é que não saiba o que quer; mas é por querer tanta coisa que nem sabe por onde e pelo que começar.
Ela se enche de orgulho ao dizer que é do elemento ar. Isso explica o fato de sempre encontrá-la nas nuvens, viajando e conversando com seus botões. Mas não pensem que ela não mantém os pés no chão: a ingenuidade passa longe dos seus olhos.

Apesar da sua facilidade para se expressar, não ousa falar sobre o que sente. Falar da intimidade a amedronta: fica completamente perdida diante das possíveis exigências emocionais. Não gosta nem de pensar em se sentir presa a uma pessoa ou a um lugar, e por vezes se torna volúvel e superficial. Sente que seu espírito é livre. Talvez nem ela mesma consiga mantê-lo em seu corpo. Mas, vez ou outra, mergulha sem calcular, sem paraquedas; quer ir fundo, fundo e fundo. Desconfio que tenha asas.
Decidida de um jeito que beira à teimosia, jamais tomará um trem se puder voar. Jamais ficará calada se puder falar. Jamais irá se recusar quando puder ajudar. E jamais andará quando puder correr. Sua máquina pensante tem tantos pensamentos e seu músculo pulsante tantas esperanças, que talvez ela precise de um computador para conseguir classificá-los. Ou talvez precise apenas de alguém capaz de correr ao lado dela e sonhar junto.

Mas enquanto ela não tem certeza se hoje faz a assinatura da TV a cabo ou da revista bacana, se vai ser azul em vez de cinza, ou café com pão em vez de massa, vai continuar a pensar que tudo isso não passa de mais um dia que seus nervos geminianos lhe afloram na pele. Vai entender aqueles que oscilam constantemente...

6 Por aqui, um pouco mais de "etc.":

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Nana,

Quem faz você escrever desse jeito, deve ser muito linda... você é um amor, menina.

Beijo imenso.

Rebeca

-

Luna Sanchez disse...

Gente gulosa de vida é sempre inspirada e inspiradora...rs.

Lindo texto, como a tua essência.

Beijinho, Nana.

ℓυηα

airlon disse...

dúvida:

esse é um relato pessoal?

bjo, saudações musicais...

APS

Denise disse...

Nana to troncha de saudades oooooooooooo....mas com a vida numa correria q to sem folego
..........................
Comentando o comentário

Nana
Esta em nós tentar entender
assim como queremos ser amadas e aceitas com todos os nossos defeitos,devemos fazer o mesmo.
Não estou dizendo que é facil..se fosse essa minha postagem nem existiria,mas é uma questão de vigiar,compreender e tentar.
Um dia o q hoje é tentativa e treino se torna expontaneo.
Assim espero

carinho
De

Amanda disse...

Nem TV a cabo nem revista bacana.
Sou fogo, não sou ar.
Mas acho que tenho um pouco de gêmeos em mim.
rs.

A decisão é... casa nova, móveis vendidos, coisas doadas.

venha me visitar.

Nara Murta disse...

"...vai continuar a pensar que tudo isso não passa de mais um dia que seus nervos geminianos lhe afloram na pele."

Mas zenti, é bem assim que eu me sinto todos os dias!Geminiana até o dedinho do pé! Mas eu adoro!