sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Brisa, voo, menina-papel



E foi justamente numa noite de agosto, nem muito quente nem muito fria, que tive que encarar o adeus em forma de abandono.
Os armários estavam vazios. Não tinha sobrado vestígio dela em canto nenhum. Levou embora escova de dentes, sorriso, roupas e ela. Quando cheguei me deparei com uma lacuna em toda casa.

De tempos em tempos, vou esquecendo vagamente de como era essa casa com a malemolência dela. Nessas horas, me pego aqui, como agora, novamente inerte no sofá, olhando fixamente para uma moça que está ao meu lado nesse porta-retrato.
E me pergunto: será que foi aquela brisa que deixei entrar pela janela que levou a minha menina-papel?

Não sei. O silêncio teima em fazer birra e insiste em nada me contar. Nada mesmo...

7 Por aqui, um pouco mais de "etc.":

Mr.Jones disse...

As manhãs de agosto tem sido assim pra mim também...Com gosto de saudades...

abraços

Cristal - a louca. disse...

Caramba. Vou falar serião, poucos textos me fazem viajar como esse me fez...
Cara, adorei. Qualquer dia posso roubar a idéia?

(deixo claro, seu link)

Beijundas ^^

Luna Sanchez disse...

Voou?

O bom de pensar que a brisa leva coisas e pessoas, é que, quem sabe, também tenha o poder de trazê-las de volta.

Agosto tem um ar de mistério, sempre achei isso. Sextas-feiras de agosto, então, são quase mágicas...vai ver alguma brisa entrou pela minha janela em uma sexta de agosto e levou algo. Só que soprou forte, e levou até a lembrança.

Ler esse texto me deu a sensação de andar nas pontas dos pés. Adorei!

Nana, querida : bom domingo, dois beijos meus.

ℓυηα

Amanda disse...

Meninas e aviões de papel quase nunca voltam para as mãos que os acolheram, moldaram e incentivaram a voar.

Ana Carolina Maia disse...

Tão leve como veio, tão leve como foi, como voou...

Adorei esse, Nana! De parabéns como sempre!

Um beijo ;)

airlon disse...

é quando o silêncio por vezes se faz tão barulhento que chega a ser incômodo; ligue o som e desfrute da sua companhia... bjo, saudações musicais.

APS

Denise disse...

Tem dias que agente se vai...volta outra.
ha tb aqueles q nem mal saimos e ja precisamos resnascer outras para permanecer.

Nana Nana

Saudades
De